Slider

VÍDEO: Festival de Artes em Madeira “valorizou os artesãos de Paredes” – vereadora Beatriz Meireles

No âmbito deste projeto de valorização da madeira e da indústria da madeira, o Município de Paredes irá criar o Museu do Mobiliário, que ficará situado no Mosteiro de Vilela, e um Parque Temático da Madeira, que permitirá conhecer o ciclo que começa na floresta e termina na peça de mobiliário

FOTO: Armindo Mendes (Direitos Reservados)

O município de Paredes organizou recentemente o 1.º Festival de Artes em Madeira, uma iniciativa que terá periodicidade bianual, e que, segundo a vereadora Beatriz Meireles, em entrevista ao TâmegaSousa.pt, “foi interessante pelo envolvimento dos artesãos e pelas parcerias que aconteceram ao longo deste evento”.

 

 

Durante 16 dias, foram realizadas em vários pontos do território do concelho de Paredes, iniciativas como espetáculos de música, teatro, dança, poesia, artes plásticas, oficinas, exposições, roteiros industriais experimentais e ainda parcerias criativas.

Os resultados destas parcerias criativas entre o artista convidado Luc Lavault e quatro duplas de artesãos e artistas integraram uma exposição na Casa da Cultura de Paredes, onde foi possível apreciar os vários trabalhos desenvolvidos em madeira.

No âmbito deste projeto de valorização da madeira e da indústria da madeira, o Município de Paredes irá criar o Museu do Mobiliário, que ficará situado no Mosteiro de Vilela, e um Parque Temático da Madeira, que permitirá conhecer o ciclo que começa na floresta e termina na peça de mobiliário.

Estas duas infraestruturas deverão estar concluídas até 2025, com financiamento através do Plano de Recuperação e Resiliência.