Slider

PROJETO PAREDES EDUCA QUER COMBATER INSUCESSO ESCOLAR

[eltdf_dropcaps type=”normal” color=”” background_color=””]O[/eltdf_dropcaps] Projeto “Paredes Educa – Construir Mais Sucesso” foi apresentado na sessão de abertura do ano letivo 2018/2019 que decorreu na Escola Secundária de Paredes para uma plateia de 180 docentes e que contou com a presença do autarca Alexandre Almeida, do Vereador do pelouro da Educação, Paulo Silva, e do representante Executivo da Área Metropolitana do Porto, Mário Rui Soares.

O projeto lançado pelo Município de Paredes visa “intervir ao nível da promoção do sucesso escolar e da prevenção do abandono escolar precoce, combatendo o insucesso e reforçando ações que promovam melhores resultados, com foco no 2.º e 7.º anos de escolaridade”, sublinha o Presidente da Câmara de Paredes, Alexandre Almeida.

“O Concelho de Paredes apresenta taxas de retenção e desistência acima da média da Área Metropolitana do Porto (AMP) no 2º e 7º ano de escolaridade e queremos mudar esta realidade”, garante o autarca.

Refira-se que um estudo realizado de comparação com os outros concelhos da Área Metropolitana do Porto, concluiu que os números de retenção e desistência estão no 2.º e 7.º anos.

“No 2.º ano a taxa de retenção e desistências é de 10,5% enquanto que na AMP corresponde a 7,3%. No 7.º ano a taxa de Paredes é de 20,2% e a da AMP de 15,1%. O objetivo é ficar na média da AMP”, divulga o presidente do Município.

O projeto “Paredes Educa – Construir mais sucesso” com um investimento superior a 574 mil euros, cofinanciado por fundos comunitários no quando Portugal 2020, para dois anos, vai permitir colocar 12 técnicos da área da psicologia e da psicologia clínica, terapia da fala, terapia ocupacional, psicomotricidade e de educação social, entre outros, a apoiar 4.626 alunos, dos quais 2.991 correspondem ao 1.º ciclo.

“Esta intervenção dirigida, para além dos psicólogos/mediadores, poderá vir a envolver outros profissionais especializados em áreas como terapia ocupacional e da fala, ou psicomotricidade, a contratar conforme as necessidades”, refere o Vereador da Educação Paulo Silva.

Este projeto, enquadrado nos Planos Integrados e Inovadores de Combate ao Insucesso e ao Abandono Escolares da AMP, prevê, numa primeira fase, a criação de equipas transversais que vão envolver os profissionais das ciências sociais a contratar e os professores titulares de turma. Na fase seguinte, os alunos do 1.º ciclo serão alvo de um rastreio para a deteção precoce de um conjunto de fatores potenciadores de insucesso escolar (presentes no Aluno, Escola e Família). Na fase final procede-se à intervenção que vai ser universal, mas também dirigida aos alunos, com planos individuais.

Para o vereador da Educação da Câmara Municipal de Paredes o objetivo “é conhecer a raiz do problema e intervir de forma precoce. Quanto mais cedo for a intervenção melhores serão os resultados”.

O projeto “Paredes Educa- Construir Mais Sucesso” complementa, desta forma, o trabalho feito pela APPIS ao nível do 2.º e 3.º ciclo, anota o Vereador Paulo Silva, recordado que “foram conseguidos bons resultados”.