Slider

Marcos Nunes é o novo treinador do Aliança de Gandra: “Temos de jogar um futebol positivo que cative as pessoas” [C/ÁUDIO]

Marcos Nunes regressa ao ativo apenas duas semanas depois de ter deixado o comando técnico do Lousada.

Marcos Nunes é o novo treinador do Aliança de Gandra. É o técnico escolhido para suceder a Luís Ribeiro que, no último domingo, com surpresa, renunciou ao cargo que ocupa desde o passado mês de fevereiro.

 

Marcos Nunes regressa ao ativo apenas duas semanas depois de ter deixado o comando técnico do Lousada, onde foi substituído por Pedro Vilaça. O treinador, de 52 anos, confessa que ingressa num clube que sempre admirou.

“Não posso negar, o Gandra é um clube que sempre admirei. Foi impressionante a forma como fui recebido em Gandra. Por isso, estou ainda mais feliz por ter aceitado este convite. Fiquei surpreendido com este convite que recebi na segunda-feira de manhã. Conversamos sobre o projeto, sobre o futuro e rapidamente chegamos a um acordo”, revelou.

O Aliança de Gandra ocupa, atualmente, o oitavo posto da pauta classificativa da Série 2 da Divisão de Elite da Associação de Futebol do Porto (AFP). Marcos Nunes pretende guindar o clube a posições mais cimeiras da tabela, mas também colocar a equipa a jogar “um futebol positivo” de forma a atrair mais adeptos ao estádio.

“Penso que Gandra, sendo uma localidade com oito mil habitantes, tem a obrigação de ter muito mais gente no estádio. Foi isso que disse aos jogadores. Temos de jogar um futebol positivo e um futebol que cative as pessoas. Penso que consegui isso em Vilarinho e no Lousada e um dos meus objetivos é conseguir ter um maior apoio, ter as pessoas de Gandra a gostarem de ver a equipa a jogar futebol. Depois, tentar subir lugares na classificação”, adiantou.

Marcos Nunes diz que herdou um plantel “com qualidade, equilibrado e competitivo”. Por isso, para já, não admite a contratação de reforços.

“Para já, não. Ainda estou a conhecer o plantel, mas vamos ver. Dentro da minha forma de jogar, se tivermos jogadores suficientes para fazer aquilo que pretende, com certeza não vamos fazer contratações. É um plantel curto, mas vamos analisar com calma e depois veremos o que é necessário para cumprir os objetivos que o presidente me pediu”, explicou.

Marcos Nunes vai ter no Aliança de Gandra a terceira experiência em clubes do principal escalão da associação portuense. Comandou o Vilarinho entre 2016 e 2020, ao serviço do qual conquistou uma Taça AFP. Seguiu-se o Lousada, onde permaneceu até há duas semanas.

Os adjuntos Gil Cardoso e Hugo Fernandes também transitam do clube lousadense para o Aliança de Gandra.

O novo treinador do emblema do concelho de Paredes tem estreia marcada para o próximo domingo, às 15:00, no terreno do Gondomar B.