Slider

VÍDEO / IC35: “Hoje é um dia histórico para Penafiel e para a região” – Antonino de Sousa

FOTO: Armindo Mendes

O presidente da Câmara de Penafiel, Antonino Sousa, considerou ser algo “histórico para o concelho e para a região” a consignação da empreitada do IC35, entre a sede do concelho e Rans, que hoje se realizou nos paços do concelho, com a presença do ministro das infraestruturas, Pedro Nuno Santos.

 

A empreitada, no valor de 5, 5 milhões de euros, será executada por uma empresa de Penafiel e envolverá a construção de um troço com cerca de 1.500 metros, com início numa rotunda que vai ser construída na EN15, e final noutra rotunda que ficará localizada em Marecos.

Essa rotunda assegurará a ligação à rede viária local e ficará preparada para, posteriormente, ser executada a continuidade até Entre-os-Rios.

A obra deverá estar concluída no final do próximo ano, uma vez que o prazo de execução é de 450 dias.

A empreitada contemplará a construção de um viaduto sobre o rio Cavalum, com uma extensão de 244 metros, e um túnel na rotunda do Carvalhinho.

“Este é um passo determinante para que outros se sigam. Esta intervenção é muito importante, ainda que não tenha a dimensão que nós gostávamos que tivesse já”, observou o presidente da Câmara, em declarações aos jornalistas.

O edil explicou que esta primeira fase permitirá “desafogar a pressão” rodoviária na entrada da cidade.

“Este é um desafio que tem muitos anos, que é difícil. Desse ponto de vista, o dia é histórico, porque é mais um passo importante para que a obra avance”, observou ainda.

Questionado sobre a segunda fase da empreitada, na ligação a Entre-os-Rios, no sul do concelho de Penafiel, disse “ninguém acreditar que a obra se vá ficar por esta ligação a Rans”.

“Aquilo que nós achamos é que esta empreitada é determinante para que depois avance a segunda fase”, concluiu.

A nova via rápida servirá de alternativa à congestionada e perigosa Estrada Nacional 106, onde passam diariamente mais de 26 mil viaturas.

Além de Penafiel, os municípios do Marco de Canaveses, Castelo de Paiva e de Cinfães serão os grandes beneficiados pela futura acessibilidade.