Slider

Glassdrive garante que o paredense Luís Mendonça abdicou da Volta para “proteger a equipa”

A Glassdrive-Q8-Anicolor saiu em defesa de Luís Mendonça garantindo que o afastamento da equipa se deveu a uma forma de “tentar manter o foco” dos restantes membros na Volta a Portugal, que arranca esta quinta-feira, com um prólogo, em Lisboa.

 

Apesar de ter sido um dos atletas visados pela operação levada a cabo, na terça-feira, pela Polícia Judiciária (PJ), por suspeita de uso de doping, e consequentemente retirado da lista final enviada à organização da prova, a Glassdrive-Q8-Anicolor sublinha que o ciclista, natural do concelho de Paredes, “não foi constituído arguido”.

“Esta é uma tomada de posição que visa essencialmente proteger a imagem dos patrocinadores e parceiros da equipa, do próprio Luís Mendonça e evitar gerar ruído em torno da estrutura de Águeda”, refere o comunicado.

Na mesma nota, a equipa agradeceu a atitude de Luís Mendonça em abdicar da Volta para “proteger a equipa”, garantindo que o ciclista não se encontra suspenso e mantém o contrato até 2024.

Também João Benta, da Efapel, igualmente afastado da Volta a Portugal, num comunicado publicado na sua página do Facebook, alega que não tem nenhum envolvimento com casos de doping, estranhando inclusive o timing das buscas domiciliárias realizadas pela PJ.

O corredor frisa que não foi “constituído arguido”, assegura estar “de consciência tranquila” e agradece o apoio da Efapel na tentativa de ultrapassar esta situação desagradável.

“Estou de consciência tranquila e certo de que tudo fiz para corresponder às expectativas dos que em mim confiaram e confiam, mas estou também invadido por um forte sentimento de injustiça. Abre-se assim um precedente grave, fazendo crer que no futuro bastará lançar suspeitas sobre atletas para que os mesmos fiquem automaticamente arredados de competir, condicionando-se assim a verdade desportiva de uma prova”, finalizou.

Recorde-se que o penafidelense Francisco Campos (Efapel) e Daniel Freitas (Rádio Popular-Paredes-Boavista) também foram afastados da Volta a Portugal em bicicleta.