Slider

FC Penafiel precisou de prolongamento em Gondomar para carimbar passagem na Taça de Portugal

No tempo de compensação, na sequência de um pontapé de canto, João Oliveira evitou a derrota, fez o 2-2, levando o jogo para prolongamento

O FC Penafiel, da II Liga, teve que anular duas desvantagens e ir a prolongamento para conseguir derrotar o Gondomar, do Campeonato de Portugal, por 3-2, na segunda eliminatória da Taça de Portugal.

 

A equipa da cidade do ouro inaugurou o marcador por André Silva, nos descontos da primeira parte. Fábio Fortes respondeu no inicio do segundo tempo, mas Yemi voltou a colocar os “caseiros” em vantagem, aos 78 minutos. 

No tempo de compensação, na sequência de um pontapé de canto, João Oliveira evitou a derrota, fez o 2-2, levando o jogo para prolongamento, período no qual Fábio Fortes bisou, decidindo a eliminatória a favor do FC Penafiel.

 

Da região, para além do FC Penafiel, apenas o FC Felgueiras assegurou a passagem à terceira ronda da prova rainha do futebol português. O conjunto azul grená ganhou em Resende, por 2-1. 

Paredes, Vila Caiz e Paivense foram eliminados. Os paredenses foram derrotados nas grandes penalidades (5-4) na visita ao terreno do Oriental, dos distritais de Lisboa. No final dos noventa minutos e do prolongamento registava-se uma igualdade a uma bola. 

Os amarantinos perderam (3-1) na receção ao Amora, da Liga 3, no tempo extra, após uma igualdade (1-1) no tempo regulamentar. A formação de Castelo de Paiva, em casa, claudicou perante o Tirsense, por 2-1.