Slider

Câmara de Penafiel reclama construção de rotunda na saída da A4 “para reduzir sinistralidade”

A Câmara de Penafiel reclama hoje “urgência” na construção de uma rotunda na saída “Penafiel Norte” da autoestrada A4 para a variante à EN106, que liga Penafiel a Lousada, visando “reduzir a elevada sinistralidade no local”.

 

Em comunicado, a autarquia reforça que naquela estrada nacional têm sido registados inúmeros acidentes, tendo o mais recente ocorrido no fim-de-semana com uma vítima mortal a lamentar, e reforça a ideia de que “está disponível para assumir a obra e os custos da mesma”.

O Município recorda que, ainda, em julho, Antonino de Sousa, presidente da autarquia, deu nota ao ministro Pedro Nuno Santos e ao vice-presidente da Infraestruturas de Portugal (IP) da total disponibilidade da autarquia para assumir a obra, “mesmo não sendo da sua responsabilidade ou competência”

“Não podemos andar a empurrar sistematicamente este assunto. Se os organismos nacionais não podem, não se interessam ou não têm condições para resolver o problema, que nos deixem intervir e fazer a rotunda junto da A4. É uma obra fundamental para reduzir a sinistralidade e evitar a perda de mais vidas. Nós estamos disponíveis para avançar, assim nos deixem” apelou, na altura, o edil ao governante.

A autarquia adianta, ainda, que, desde 2016, trocou várias missivas, com as autoridades nacionais e elaborou inclusive projetos de arquitetura para a construção de uma nova rotunda, que apresentou às Infraestruturas de Portugal.

Acrescenta que disponibilizou os demais elementos solicitados, designadamente estudos de tráfego.

“O objetivo da obra proposta pelo Município consiste em reduzir a sinistralidade numa zona muito sensível, onde passam milhares de carros diariamente e que regista muitos acidentes. Além disso, a intervenção naquele troço, iria também permitir a redução do trânsito dentro da própria autoestrada, que, por vezes, chega a ficar congestionada na saída para Penafiel” lê-se na nota informativa.